Atendimento: Segunda à Sexta | 08:30 às 17:30

Posicionamento CREFONO7 em relação ao Profissão Repórter

siteee

O espectro autista apresenta um quadro de indivíduos com anormalidades sensoriais, motoras e cognitivas; que enfrentam desafios, enquanto tentam a adaptação ambiental; que têm deficiência em recursos de enfrentamento, e que compensam suas limitações desenvolvendo formas incomuns de regular suas emoções e controlar os aspectos físicos e sociais do ambiente à sua volta, como, por exemplo, gritar ou chorar em situações novas ou preferir o isolamento, do que interagir com outras pessoas.

Os problemas de comunicação das crianças com Autismo são variados, algumas não falam, ao passo que outras têm um vocabulário bem desenvolvido. Nos casos em que o indivíduo com autismo apresenta atraso na aquisição da linguagem, ausência de oralidade ou verbalização restrita, o fonoaudiólogo, através da comunicação alternativa irá atuar na organização do pensamento estruturado, facilitando as iniciativas de comunicação e assim proporcionar a este individuo a habilidade transmitir seus desejos, necessidades e pensamentos para outras pessoas. A atuação fonoaudiológica tem como principal objetivo desenvolver condições que permitam que este individuo possa ter autonomia em desempenhar atividades diárias e seja incluído de forma eficiente na sociedade.

O Programa mostrou a carência do Sistema Público de Saúde principalmente quando se trata da presença do Fonoaudiólogo. Foi lamentável ver que a equipe que acompanha um caso sério de Autismo severo não contava com a presença de um Fonoaudiólogo. Durante as entrevistas, os demais profissionais também não citaram a importância do atendimento fonoaudiológico. Isso mostra que precisamos lutar para sermos reconhecidos pelos gestores públicos e com isso vimos por meio desta publicação mostrar que não estamos de braços cruzados. Fonoaudiólogos da 7ª Região podem sempre contar com o CREFONO7 para essa árdua batalha do reconhecimento profissional.